Rasas: os 6 sabores no Ayurveda

Na visão do Ayurveda, sabor não é o gosto que você sente, mas sim o efeito que aquele alimento tem no seu corpo.

Prefere ouvir o podcast? É só dar o play!

Um dos princípios fundamentais do Ayurveda é a influência que os sabores têm no equilíbrio ou desequilíbrio dos doshas. Entendendo essa relação, fica muito mais fácil selecionar os alimentos que você precisa consumir para manter a sua saúde em dia e evitar doenças.

Caso você seja terapeuta Ayurveda, ter essa compreensão bem consolidada na sua memória também é essencial para que você oriente os seus pacientes de forma adequada com relação ao que eles devem escolher na hora da refeição para respeitar a sua natureza, ou seja, a sua prakrti.

O que é rasa (sabor) de acordo com o Ayurveda?

Segundo o capítulo 9 do Ashtanga Hrdayam, um dos livros clássicos do Ayurveda, rasa é o efeito sobre o corpo quando alguma coisa encosta na sua língua. Ou seja, na visão do Ayurveda, sabor não é o gosto que você sente, mas sim o efeito que aquele alimento tem no seu corpo.

Por isso não existe um sabor “baunilha” ou “chocolate” ou “pizza” no Ayurveda. Cada um desses gostos tem um sabor, que é determinado pelo efeito que ele gera no seu organismo.

Inclusive, o Ashtanga Hrdayam dá detalhes desses efeitos no corpo. Mas antes de falar sobre isso, eu preciso te contar quais são os 6 sabores no Ayurveda.

Quais são os 6 sabores no Ayurveda?

No capítulo 1 do Ashtanga Hrdayam,, são listados 6 rasas sabores:

  • svadu (doce);
  • amla (azedo);
  • lavana (salgado);
  • tikta (amargo);
  • ushna (picante);
  • kashaya (adstringente).

Svadu também pode ser chamado de madhura e ushna também é conhecido como katu.

Como tudo no Ayurveda, a ordem com que esses sabores são listados tem um porquê. Esse porquê é explicado no sloka 15 do capítulo 1 do Ashtanga Hrdayam, que diz:

tatrādyā mārutam ghnanti trayastiktādayah kapham ||15||

kaṣāyatiktamadhurāh pittamanye tu kurvate |

Esse sloka significa o seguinte: os três primeiros sabores (svadu, amla, lavana) apaziguam marutam, que é um sinônimo para vata dosha. Os três sabores a partir de tikta (tikta, katu e kashaya), apaziguam kapha dosha. Kashaya, tikta e madhura são os sabores que apaziguam pitta dosha. E os sabores contrários agravam os doshas.

Deixando mais claro para você, a relação entre os sabores e os doshas no Ayurveda fica da seguinte maneira:

DoshaSabores que apaziguamSabores que agravam
Vata doshasvadu (doce)amla (azedo)lavana (salgado)tikta (amargo)ushna (picante)kashaya (adstringente)
Pitta doshakashaya (adstringente)tikta (amargo)madhura (doce)ushna (picante)lavana (salgado)amla (azedo)
Kapha doshatikta (amargo)ushna (picante)kashaya (adstringente)svadu (doce)amla (azedo)lavana (salgado)

Como você pode ver, os sabores que apaziguam Vata dosha são os mesmos que agravam Kapha dosha e vice-versa. Nesse sentido, manter um equilíbrio entre esses sabores na sua alimentação é fundamental para evitar o desequilíbrio desses doshas.

Agora que você já sabe quais são os sabores no Ayurveda e como eles influenciam os doshas, deixa eu te contar quais são os efeitos que cada um desses rasas tem no corpo humano.

Os rasas e a nutrição de acordo com o Ayurveda

Outra questão que você tem que ter em mente, é que a ordem dos sabores no Ayurveda indica a quantidade de força (bala) que cada sabor proporciona para o seu corpo.

O sabor doce (svadu ou madhura) é o que mais dá força para o organismo. Ele está presente em alimentos como cereais (arroz, milho, trigo, cevada…). O segundo rasa que dá mais força ao organismo é o azedo (amla). O terceiro, salgado (lavana). E assim por diante.

Se você parar para pensar, a nossa alimentação tem como base os cereais, justamente porque eles trazem maior nutrição para o corpo. Já os alimentos que têm sabor amargo, picante e adstringente não fazem tanto parte do nosso dia a dia, mas precisam ser consumidos para que você mantenha o equilíbrio dos doshas no seu organismo.

Rasas e seus efeitos no corpo humano

De acordo com o Ashtanga Hrdayam, capítulo 9, os sabores provocam certas reações no corpo. E eu não estou falando só de reações químicas, mas também reações físicas, o que não deixa dúvida de qual sabor você está consumindo.

Sabor doce (svadu / madhura)

Quando você coloca o sabor doce na sua boca, ele lubrifica a boca, é prazeroso e gera satisfação aos órgãos dos sentidos.

Depois de digerido e absorvido pelo organismo, ele dá força, é bom para os cabelos, nutre os órgãos dos sentidos e a sua vitalidade. Ele também é bom para a garganta, fortalece o leite materno e é essencial para a cicatrização dos ossos.

Mas se consumido em excesso, o sabor doce pode gerar obesidade, diabetes, dispepsia, aumento das glândulas do pescoço e até alguns tipos de tumores. Por isso, equilíbrio é a palavra-chave na hora de você consumir alimentos com sabor doce.

Sabor azedo (amla)

Quando você consome o sabor azedo, ele enche a sua boca de água, ou seja, saliva. Ele também causa arrepio nos pêlos e dentes, além de fazer você franzir as sobrancelhas. Não te falei que não deixa dúvida sobre o tipo de alimento que você está consumindo?

O sabor azedo é ótimo para estimular o agni (poder digestivo), é bom para o coração, para abrir o apetite e gerar saciedade. Ele também ajuda a colocar o Vata dosha no seu caminho natural.

Em excesso, o sabor azedo pode causar perda de força, sede excessiva, febre, irritação e flacidez no corpo.

Sabor salgado (lavana)

Além do doce, o sabor salgado é o mais consumido pelas pessoas em geral. E como os dois anteriores, ele tem pontos positivos e negativos. 

O sabor salgado também aumenta a salivação, mas nem tanto quanto o sabor azedo. Ele também produz queimação nas bochechas e garganta.

Ele aumenta a atividade digestiva, remove a rigidez e desobstrui os canais do corpo. Ele também realça o gosto dos alimentos e é penetrante. Mas pode causar lacerações e deixar a pele mais sensível a machucados.

Sabor amargo (tikta)

O sabor amargo dá sensação de limpeza na boca, eliminando outros sabores do seu paladar. Por isso mesmo, muita gente evita o sabor amargo. Mas ele tem diversos benefícios, de acordo com o Ayurveda.

Além de estimular o apetite, ele ajuda a eliminar vermes, reduzir náuseas e sensação de queimação no estômago. Se você já tomou um chá de boldo, sabe do que estou falando.

Ele também é ótimo para reduzir o excesso de líquido no organismo e gordura muscular, mas causa secura e redução de tecidos, o que pode causar doenças de Vata dosha.

Sabor picante (ushna / katu)

Já o sabor picante, é aquele que causa “agito” na sua língua e dá pontadas. As bochechas também ficam com a sensação de queimação e começa a escorrer líquido dos seus olhos, nariz e boca. Ou seja, o sabor picante é aquele que faz você lacrimejar, causa coriza e salivação.

O sabor katu melhora a digestão, abre o apetite, realça o gosto da comida e provoca a expulsão dos doshas do corpo (shodhana). Ele também dilata os canais do corpo e tem a capacidade de quebrar massas formadas no organismo.

Sabor adstringente (kashaya)

Finalmente, o sabor adstringente é aquele que anestesia a sua boca e dá a sensação de bloqueio na garganta.

O sabor adstringente é difícil de digerir, causa constipação e resseca a pele. Ele pode provocar, também, flatulência, dores na região do coração, sede, perda da virilidade e bloqueio dos canais do corpo.

Se você usar o sabor adstringente com moderação, ele é um ótimo aliado para limpar o sangue e curar úlceras e feridas.

Conclusão

Se você começar a observar as reações que o seu corpo tem a cada alimento que consome, vai conseguir diferenciar quais são os sabores de cada um e assim vai ter mais poder de discernimento quanto ao que escolher na hora da refeição.

Além disso, você vai se tornar mais consciente dos efeitos que cada alimento provoca no seu organismo, o que é uma informação poderosa na hora de escolher o que fica e o que sai do seu prato no dia a dia.

E para te ajudar nesse mundo de descobertas e autoconhecimento através do Ayurveda, quero te dar um presente: o Planner dos 4 Pilares da Saúde.

O Planner dos 4 Pilares da Saúde é uma ferramenta simples e prática de acompanhamento de hábitos que vai te ajudar a identificar o que você precisa mudar na sua alimentação, sono, movimento e silêncio.

Para garantir o seu, é só clicar no banner que eu vou deixar aqui embaixo. É livre, aberto e gratuito, então aproveita e faz o download agora mesmo!

Abraços e lembre-se sempre: SAÚDE É LIBERDADE!

Matheus

1 comentário em “Rasas: os 6 sabores no Ayurveda”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.