Os 10 piores hábitos para sua saúde - VIDAVEDA

Blog

25/02/2020
Os 10 piores hábitos para sua saúde

Quais hábitos você precisa rever para ter uma vida mais plena?

Por Matheus Macêdo, com a colaboração de Carlos Ferreira, editor de texto e Anelize Moreira, gerente de escrita do Vida Veda

Atualmente manter hábitos saudáveis é um desafio. A facilidade de consumir produtos industrializados e processados, a correria do dia a dia, a pressão no trabalho, o estresse, a poluição, a disponibilidade da tecnologia 24 horas por dia…A lista de obstáculos da vida moderna pode parecer infinita, mas muito pode ser feito pela nossa saúde e podemos começar observando nossas atitudes cotidianas.

Reconhecer os hábitos que nos fazem mal é o primeiro passo para nos desvincular das atitudes que não colaboram para gerar felicidade e saúde.

O Vd. Matheus Macêdo listou os 10 piores hábitos que as pessoas têm hoje em dia. Essa pode ser uma boa oportunidade de identificar o que pode ser feito AGORA para ter uma vida mais saudável!

1º Comer sem fome

Comer porque estava no horário, por costume ou por convenções sociais. Ou então comer porque estava ansiosa, entediada, de mau-humor, feliz, triste ou porque queria prazer. Nenhuma dessas razões é motivo suficiente para comer se não estiver com fome. Não existe fome de…mas vontade de…

A fome é um sinal importante que o corpo está preparado para receber e digerir o alimento.

Devemos nos perguntar, antes de qualquer refeição, se estamos realmente com fome o suficiente para fazê-la. Se você come por comer e nunca parou para pensar se está com fome ou não, vale a pena fazer esse teste!

2º Comer demais

Aquela sensação de estar cheia, ou estufada, não é um bom sinal, seu corpo está avisando que você ultrapassou o limite que deveria.

Se não aguentar mais comer a refeição, mesmo que sua mãe tenha lhe ensinado a não deixar nenhum grão sobrando no prato, respeite seu corpo e pare de comer, e na próxima vez coloque menos comida, assim ficará mais saudável e evitará o desperdício.

Afinar a quantidade de alimento com a fome é fundamental. A maioria das doenças que mais matam no mundo tem a ver com os excessos alimentares.

Quer uma dica simples? Se você está com muita fome, você pode até comer muito, mas se você está com pouca fome, deve comer pouco.

3º Comer com muita frequência

Café da manhã, lanchinho no meio da manhã, almoço, café da tarde, jantar, algum belisco a noite…Comemos diversas vezes ao dia, mas será que isso é bom para o nosso organismo? A resposta é não. Nosso corpo é muito bem adaptado à escassez alimentar, mas não ao excesso.

Novamente a facilidade da vida pós-moderna está jogando contra nossos mecanismos de sobrevivência desenvolvidos há milhares de anos. As comidas industrializadas em pacotes tornaram o ato de comer mais fácil, afinal é mais rápido preparar alimentos frescos e integrais ou abrir o pacote daquele que já vem pronto?

O problema é que essa facilidade afeta diretamente nosso agni (nossa capacidade digestiva), gerando desequilíbrios para o nosso corpo.

Dica: diminua gradualmente o número de refeições ao dia e perceba como você se sente.

4º Consumo de processados

Sorbato de potássio, benzoato de sódio, dióxido de enxofre, nitratos, nitritos, parabenos, nisina, natamicina… Se você não trabalha com química e já sabe o que são essas substâncias está de parabéns, porque, provavelmente, já pesquisou os conservantes encontrados nos processados.

Hoje, basta ir a um supermercado e 99% das nossas escolhas serão por produtos pouco nutritivos, ricos em gordura, açúcar e ingredientes que não sabemos o que são e fazem mal a nossa saúde.

Os produtos alimentícios podem ser tudo, menos o que conhecemos como alimento, comida de verdade. Se queremos manter a boa saúde os industrializados e processos não deveriam fazer parte da nossa rotina alimentar.

Quer se alimentar bem? Vá à feira e compre alimentos de verdade!

5º Sedentarismo

Se mexer é a natureza do corpo humano. Porém, deixamos de nos movimentar com frequência.

A nossa rotina de atividades mudou. Hoje não temos mais que plantar e colher os nossos alimentos, não andamos mais nem pequenas distâncias, não precisamos ir a pé até a feira, ou para comprar pão, basta pegar um carro. Enfim tudo isso faz com que sejamos extremamente sedentários e afeta diretamente o nosso corpo.

Por isso, o movimento diário é mais que necessário!

Nada de ficar parada! Precisamos de atividade física para fazer nosso corpo funcionar bem e como parte de nossa existência. Você faz atividade física três, ou quatro vezes por semana?

A maioria das pessoas quando faz atividade física, faz em um regime controlado de 3 ou 4 vezes por semana. Os seres humanos evoluíram fazendo atividades físicas todos os dias.

As sociedades mais longevas do mundo, as que vivem mais, são aquelas que têm a atividade física como parte do seu cotidiano. Então fica o recado: Movimento tem que ser realizado D-I-A-R-I-A-M-E-N-T-E. Uma dica?Experimente atividades físicas divertidas e prazerosas e veja o que acontece. 

6º Sono ruim

Como é a qualidade do seu sono? Atualmente dormimos pouco ou dormimos mal. Porém, nosso corpo precisa de descanso para se recompor e fazer a manutenção do nosso organismo. O sono noturno é fundamental para que você esteja saudável para desempenhar as suas atividades diárias.

Se você precisa de 8 horas de sono para se sentir disposta para encarar o dia seguinte, dormir essa quantidade de horas, por exemplo, deveria ser a sua prioridade.

Se você acorda diversas vezes à noite, se vai dormir muito tarde ou ainda se divide a cama com alguém que acaba atrapalhando a qualidade do seu sono é necessário ter atenção e focar na solução para melhorar esse hábito.

7º Uso excessivo de eletrônicos

A tecnologia é muito útil nos dias atuais, se não fosse por ela, por exemplo, você não estaria lendo este texto, talvez tivesse que esperar sair em um jornal ou revista. Entretanto, estar conectado o tempo todo não vai te ajudar a ter saúde física, nem mental.

A exposição à luz branca e à luz azul, predominantes nos celulares e equipamentos eletrônicos, logo antes de você dormir, prejudica a qualidade do seu sono.

Hoje em dia, as pessoas têm o hábito de ir dormir olhando o celular e pegá-lo assim que acordam, como a primeira atividade do dia, antes até de lavar o rosto ou saber como estão se sentindo.

Se você é uma das pessoas que tem esse hábito, vale a pena rever e criar um limite de utilização desses aparelhos de uma ou duas horas antes de dormir e ao acordar.

8º Barulho constante

Se uma boa música ou série pode nos ajudar a relaxar, o excesso de ruído e barulho pode nos fazer mal. O silêncio é necessário para tranquilizar nossa mente e para termos uma vida minimamente saudável.

O ruído excessivo sobrecarrega a nossa mente e como consequência, acabamos mais estressados do que relaxados. 

9º Viver no passado

Estar com a cabeça no passado frequentemente impede você viver o seu presente.

As memórias são importantes para recordar momentos bonitos, de aprendizados e que marcaram a nossa história, mas quando esses acontecimentos são rememorados constantemente com cargas negativas, como o rancor, culpa ou arrependimento, não tem como sairmos ilesos desse processo.

O apego aos acontecimentos do passado trazem as mesmas sensações mentais e físicas do que foi vivido e faz a gente se desconectar da realidade que se apresenta hoje.

Deixe o que ficou para trás lá onde ele está e vivencie seu agora!

10º Viver no futuro

Estar de “corpo e alma” em nosso dia a dia é necessário para termos uma boa saúde.

Se você passa muito tempo vivendo no futuro, pensando no que virá, ao invés do que realmente está acontecendo ao seu redor, poderá ter dificuldades em manter seu bem-estar.

A miragem do futuro para planejamentos e busca de novas oportunidades é extremamente saudável. O que desequilibra nossa saúde é viver apenas no futuro, nos distanciando completamente do nosso presente. Dica? Viva o agora e tenha consciência do que esse momento significa para você!

Agora que você já conhece os 10 piores hábitos para sua saúde, faça uma lista com todos eles e marque os que você tem no seu dia a dia e os que você não mantém.

Aqueles que você não tem, ótimo, continue assim! Agora, para aqueles que você marcou: mude.

Você perceberá melhoras na sua saúde com qualquer um desses hábitos que resolver abandonar. Seu corpo vai te agradecer e você viverá melhor, mais feliz, com mais saúde e liberdade!

Dica de leitura:

Comer Para Não Morrer do Dr. Michael Greger

 Zonas Azuis do Dan Buettner



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • D4Sign

    Copyright 2021 - Todos os direitos reservados a Vida Veda