Pular para o conte√ļdo

PRECISO PARAR DE COMER CARNE?

Uma elucidação sobre o consumo de carne de acordo com os textos clássicos do Ayurveda por Matheus Macêdo e Jaqueline Halack.

Hoje estamos aqui para discutir a questão: Para seguir a Ayurveda, eu preciso parar de comer carne? O Ayurveda é uma medicina vegana ou vegetariana?
J√° discutimos isso amplamente nas nossas m√≠dias sociais mas resolvemos fazer esse artigo para deixar aqui mais algumas contribui√ß√Ķes.
√Č importante voltar nessa quest√£o porque as pessoas se confundem bastante sobre o consumo de carne e Ayurveda. Para a gente deixar claro, nos textos cl√°ssicos ayurv√©dicos, como os Samhitas e os Nigantus, no Caraka Samhita, no Sushruta, no Astanga Hrdrayam, em todos os textos, a utiliza√ß√£o de carne, de todos os tipos de carne, √© onipresente. Em todos os textos voc√™ pode ver recomenda√ß√Ķes expl√≠citas para a utiliza√ß√£o de diversas carnes. N√£o s√≥ a carne de porco como todas as carnes de ca√ßa. Al√©m disso, diversos tipos de p√°ssaros e aves e diversos tipos de mam√≠feros. Est√° tudo l√°. Existem recomenda√ß√Ķes e utiliza√ß√Ķes espec√≠ficas de diferentes carnes, tanto para consumo no cotidiano quanto para o consumo espec√≠fico para tratamento de doen√ßas. Mas ent√£o, porque motivo as pessoas confundem Ayurveda com vegetarianismo?
S√£o dois motivos principais.

O primeiro, o motivo hist√≥rico-cultural. Hoje a √ćndia √© um pa√≠s de predomin√Ęncia hindu. A pr√°tica cotidiana de Ayurveda acaba levando bastante das influ√™ncias culturais do hindu√≠smo. O que significa que, como a cultura hindu √© uma cultura que evita o consumo de carne de vaca, ent√£o, na pr√°tica m√©dica de Ayurveda na √ćndia, a carne acaba n√£o sendo nem indicada e nem utilizada. Talvez esse elemento cultural explique um pouco esta correla√ß√£o.

O segundo elemento √© que o Ayurveda √© uma ci√™ncia observacional. Tudo √© narrado nos textos cl√°ssicos, de carne de vaca √† s√™men de crocodilo. Imagine! Existem descri√ß√Ķes sobre as fun√ß√Ķes terap√™uticas do uso de s√™men de crocodilo! Todos os elementos da natureza que estavam presentes na √©poca em que os Samhitas e os Nigantus foram escritos s√£o descritos. Como o Ayurveda procura descrever esses elementos, ele acaba narrando como eles podem ser usados, al√©m dos pontos positivos e negativos. Isso √© feito quase que de uma forma neutra. No entanto, olhando no Astanga Hrdrayam, cap√≠tulo 2, que fala de dinacharya, ou seja, das pr√°ticas que todo mundo deveria seguir cotidianamente, metade dele fala de pr√°ticas √©ticas e morais. Fala-se de comportamentos que as pessoas deveriam ter para um bom conv√≠vio em sociedade, para se realizar como ser humano, para ser feliz no planeta, e uma das observa√ß√Ķes que o Vagbhata coloca √© que o ser humano deveria respeitar todos os animais, do menor at√© o maior. Sugere n√£o s√≥ respeito, mas a boa conviv√™ncia com esses animais. A maneira como estamos atualmente lidando com os animais e outros seres vivos muitas vezes fica bem distante desse respeito e harmonia que os cl√°ssicos sugerem.
Então, olhando para o método atual de produção de carne, seja bovina, suína, de aves ou quaisquer outras, pode-se infelizmente perceber a inclusão de violência e
desrespeito no trato com o animal. De certa forma, a produção moderna acaba se distanciando de como os Samhitas clássicos da ayurveda acham que nós deveríamos nos relacionar com eles. Outro ponto que deveríamos levar em consideração é que dentro do conceito ayurvédico, as carnes mais recomendadas para consumo são as carnes de caça, de animais selvagens e, hoje em dia, a maioria de nós quase nunca consome carne de caça, mas sim carnes mais domesticadas como a de boi, vaca e frango. Essas carnes estão bem distantes também do que os clássicos recomendam para consumo cotidiano.

Ainda mais complexo do que isso √© o fato de que os Samhitas categorizam os animais de acordo com seu alimento natural. Para dar um exemplo para voc√™s, o frango √© um animal considerado um ciscador ‚Äď isso significa que o frango cata a comida dele do ch√£o. Se voc√™ alimenta um animal de maneira diferente da sua forma natural, de acordo com os Samhitas, esse animal n√£o √© pr√≥prio para consumo.

Ent√£o, se um frango √© ciscador, ele deveria catar alimentos que est√£o no ch√£o. Por√©m, como sabemos, muitos frangos s√£o alimentados com ra√ß√£o, tornando-os, de acordo com os Samhitas, impr√≥prio para consumo, independentemente de ser org√Ęnico ou criado solto. Se ele n√£o est√° se alimentando originalmente da maneira que nasceu para comer, ele j√° √© considerado impr√≥prio para consumo. A mesma l√≥gica se aplica aos bovinos. A vaca √© um animal ruminante. Ou seja, deveria pastar e comer grama livremente. Se voc√™ come uma carne de vaca que √© alimentada de ra√ß√£o, de milho ou de soja por exemplo, que s√£o os alimentos mais comuns no que se diz respeito a alimenta√ß√£o de gado bovino, voc√™ tamb√©m estar√° ingerindo um alimento que, de acordo com os Samhitas, √© impr√≥prio para o consumo.
Com isso, conseguimos entender que o Ayurveda não é contra o consumo de carne. O que se tem é uma preocupação com a qualidade dos alimentos que se consome. E as carnes de hoje em dia, por exemplo, estão muito aquém do padrão de qualidade que os Samhitas estabelecem. Por isso que a gente acaba se aproximando mais de uma dieta vegetariana. Então, o Ayurveda não é uma ciência vegetariana mas se você aplicar ao mundo moderno o padrão de qualidade que a gente espera das carnes, você acaba se distanciando bastante desse consumo.
Espero que esse artigo tenha esclarecido um pouco sobre a rela√ß√£o do Ayurveda com o consumo de carnes. Tentamos dar algumas no√ß√Ķes aqui para voc√™s, mas a gente ainda vai escrever bastante e entrar mais em detalhes em artigos futuros.

1 coment√°rio em “PRECISO PARAR DE COMER CARNE?”

  1. Muito obrigada por este esclarecimento .. d√ļvida de quem vivenciou uma shamana e vive um pouco no dia pr√°ticas da Ayurveda.

Deixe um coment√°rio

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cadastre-se para receber atualiza√ß√Ķes por email